'Plano Novo Normal' aponta João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo e mais 182 municípios paraibanos com bandeira amarela

A informação é a quarta avaliação do Plano e terá vigência entre os dias 27 de julho e 10 de agosto.

Por Paulo Pereira em 25/07/2020 às 18:08:35

O "Plano Novo Normal Para√≠ba" aponta Jo√£o Pessoa, Cabedelo, Campina Grande e mais 182 munic√≠pios paraibanos com a bandeira amarela. A informa√ß√£o é a quarta avalia√ß√£o do Plano e ter√° vig√™ncia entre os dias 27 de julho e 10 de agosto.

A informação está disponível na página oficial do Governo do Estado.

As novas bandeiras que orientam a retomada das atividades em todo o Estado e subsidiam os gestores municipais acerca do protocolo de controle da propagação do novo coronavírus apontam que 93% dos 223 municípios paraibanos estão com bandeira laranja ou amarela.

De acordo com o levantamento, 185 (83%) munic√≠pios possuem bandeira amarela; 22 (10%) bandeira laranja; 16 (7%) bandeira verde; e nenhum bandeira vermelha. Em rela√ß√£o à √ļltima avalia√ß√£o divulgada no dia 11 de julho, ficaram constatados um aumento de munic√≠pios sinalizados com bandeiras laranja ou amarela e uma redu√ß√£o de munic√≠pios com bandeira verde. Os n√ļmeros anteriores colocavam 182 (82%) munic√≠pios com bandeira amarela; 23 (10%) com bandeira verde; 18 (8%) com bandeira laranja; e nenhum com bandeira vermelha.

Nos municípios enquadrados na bandeira amarela residem 86,6% da população paraibana, onde são acumulados 93,18% dos casos de coronavírus no Estado. Já 10,77% dos paraibanos moram em municípios com bandeira laranja, e 2,62% em cidades com bandeira verde. Juntos, eles registram 6,81% dos casos confirmados de Covid-19.

Catolé do Rocha, Bayeux, Santa Rita, Mamanguape e Princesa Isabel est√£o com bandeira laranja, e Alcantil, Areia, Barra de Santana e Santa In√™s est√£o entre os munic√≠pios com bandeira verde.

Nos munic√≠pios sinalizados com bandeira laranja e vermelha, podem funcionar atividades essenciais, como agropecu√°ria; cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais; bancos, casas lotéricas, correspondentes banc√°rios e seguradoras; empresas de telecomunica√ß√£o, comunica√ß√£o e imprensa; distribuidoras e geradoras energia, atividades de extra√ß√£o, produ√ß√£o, sider√ļrgica e afins; transporte, armazenagem, empresas de log√≠stica, Correios e manuten√ß√£o de ve√≠culos automotores; supermercados e afins; servi√ßos de Sa√ļde; tratamento de √°gua e esgoto e coleta de res√≠duos; administra√ß√£o p√ļblica (observada a ado√ß√£o regimes home office), além dos j√° sinalizados com adequa√ß√Ķes para funcionamento.

Nos munic√≠pios com bandeira amarela, funcionam os j√° autorizados nas bandeiras vermelha e laranja, além de hotéis, pousadas e afins; comércio; shoppings centers; comércio popular (camelôs) e servi√ßos em geral; escolinhas de esporte sem contato f√≠sico (nata√ß√£o e t√™nis, por exemplo), com novos protocolos.

Todos os segmentos da economia e da sociedade podem retomar suas atividades nos munic√≠pios que se encontram na bandeira verde, observando a ado√ß√£o de protocolos operacionais para funcionamento das diversas atividades, que ter√£o como foco a prote√ß√£o do indiv√≠duo, que deve passar a viver o "novo normal", fazendo escolhas e evitando o contato entre pessoas; ambientes fechados e confinados e aglomera√ß√Ķes, mesmo ao ar livre.

Est√£o liberados para o funcionamento, em qualquer bandeira, sal√Ķes de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomera√ß√£o de pessoas nas suas depend√™ncias e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas depend√™ncias; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poder√£o ser realizadas on-line, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupa√ß√£o m√°xima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronav√≠rus; estabelecimentos que trabalham com loca√ß√£o de ve√≠culos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

Fonte: Da Redação com ClickPB

goodday

Coment√°rios

Fortes do Brasil